Os Visitantes

OS VISITANTES estreia em setembro no Teatro Glaucio Gill, no Rio de Janeiro

Espetáculo teatral disseca o medo e o desejo que permeiam as relações afetivas adotando dramaturgia inovadora

Com estreia dia 8 de setembro no Teatro Glaucio Gill, no Rio de Janeiro, OS VISITANTES tem texto inédito de Priscila Gontijo, atriz e autora carioca radicada em São Paulo, e direção de Marcos Damigo, ator e diretor paulistano radicado no Rio de Janeiro.

No elenco, Tracy Segal e Alcemar Vieira interpretam um casal que preenche seu tempo com visitas, como uma maneira de não enfrentar seus próprios problemas. Só que, quando as visitas começam a deixar de aparecer, eles são obrigados a encarar seus medos e desejos.

Dramaturgia contemporânea

O texto foi inicialmente criado como uma cena do Prêt-à-Porter de Antunes Filho, e desenvolvido depois no Círculo de Dramaturgia do CPT, Centro de Pesquisa Teatral.

É um produto típico da dramaturgia contemporânea, no sentido da não linearidade e do tratamento não-realista dado às situações. Esse casal, trancado num vigésimo andar de um apartamento de qualquer grande cidade, vive um emaranhado de dias que se sucedem de forma repetitiva, experimentando um tempo circular e redundante. São situações que todos nós conhecemos e experimentamos, levadas pela teatralidade à sua maior potência.

Com forte referência em autores como Samuel Beckett e encenadores como Bob Wilson e Gerald Thomas e no cinema de David Lynch e Wong Kar Wai, o texto propõe um jogo cênico que vai do cômico ao dramático, temperado por boas doses de suspense e flertando com o non sense.

O que interessa é o embate entre esse homem e essa mulher, que oscilam entre o medo de se entregar, o desejo que sentem um pelo outro e o ódio com que projetam no outro suas próprias insatisfações.

Leituras públicas deram início ao processo

E é justamente com esse embate arquetípico entre o homem e a mulher que o público se identifica. O texto foi lido publicamente em junho de 2009 no ciclo de leituras da Casa da Gávea, onde nasceu o desejo de encená-lo. A oportunidade para tal veio quando o projeto foi contemplado com o edital do FATE – Fundo de Apoio ao Teatro, da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro.

O espetáculo já tem um blog (www.osvisitantes.wordpress.com), que funciona como um registro do processo em forma de diário, além de possibilitar a troca de experiências com outros artistas e o público.

A autora

Priscila, além de escritora é atriz. Ainda no Rio de Janeiro, participou da companhia Os F… Privilegiados, fundada e dirigida por Antônio Abujamra, até que se mudou para São Paulo e integrou então o CPT de Antunes Filho, atuando em Medeia e no Prêt-à-Porter, onde nasceu OS VISITANTES. É também fundadora da Companhia da Mentira, onde começou a encenar seus próprios textos. O primeiro deles, Soslaio, ganhou o prêmio Myriam Muniz da FUNARTE e estreou no SESC da Avenida Paulista. Desde então, já escreveu vários outros textos, com destaque para Antes do Sono, monólogo interpretado por Gabriela Flores.

O diretor

Marcos Damigo faz sua estreia como diretor neste espetáculo. A reunião de suas experiências como ator, autor, preparador corporal e produtor o estimulou a se enveredar na direção. Fez assistência de direção para Guilherme Leme em RockAntygona, com Luís Melo, além de Direção de Movimento em A Forma das Coisas, de Neil Labute e direção também de Guilherme Leme. Além disso, sempre esteve envolvido nas produções onde atuou: em Hamlet, direção de Francisco Medeiros, produziu e protagonizou o espetáculo que foi visto por mais 40 mil pessoas no Teatro Popular do SESI em São Paulo. No mesmo teatro produziu junto com a diretora Débora Dubois uma versão assinada por ele do clássico de Oscar Wilde, O Retrato de Doriam Gray, que também protagonizava. Formado pela Escola de Arte Dramática/USP, seu primeiro trabalho profissional foi um texto de sua autoria, Cabra, com direção de Georgette Fadel, onde atuava ao lado de Joca Andreazza, que estreou no Centro Cultural São Paulo em 1999.

Sobre os atores

Alcemar Vieira cursa o último ano de Teoria Teatral na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UNIRIO), e é formado no Tablado. Trabalhou com muitos diretores cariocas, como Gilberto Gawronski, Stella Miranda, Gabriel Villela e João Fonseca, e recentemente esteve no ar com o seriado Quase Anônimos, no Multishow.

Tracy Segal, idealizadora do projeto, é atriz formada pela Escola Martins Pena e pela Escola de Dança Angel Vianna. Protagonizou Senhorita Júlia de Strindberg com direção de Ole Erdmann, com quem também fez A Terceira Geração. Na TV, apresenta o programa 100% Brasil da TV Brasil e no cinema atuou recentemente Samba nas Brasas, Morô?, de Elizeu Ewald.

Ficha técnica

Texto | Priscila Gontijo

Direção | Marcos Damigo

Assistente de Direção | Marcelo Asth

Elenco | Tracy Segal e Alcemar Vieira

Direção de Arte | Rui Cortez

Programação Visual | Artur Voltolini
Fotos | Dalton Valério

Luz | Wilson Reiz

Trilha Sonora | Diogo Valentino

Produção | Veronica Fernandes (NKV Produções Artísticas)

Realização | FUNARJ – Fundação Anita Mantuano de Artes do Rio de Janeiro, Fundação Eva Klabin, Câmbio, FATE – Fundo de Apoio ao Teatro da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro
Serviço

Os Visitantes (www.osvisitantes.wordpress.com)
Teatro Gláucio Gill
Estação Arcoverde de Metro – Praça Cardeal Arcoverde, sem número
Telefone: (21) 2332-7904
De 8 de setembro a 07 de outubro
Às quartas e quintas às 21:00h.
Preço: R$ 20,00
Classificação etária: 14 anos
Capacidade: 108 lugares
Duração: 70min
Estacionamento-garagem 24hs ao lado do Teatro, na Rua Barata Ribeiro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: