NOVOS NOMES DA MÚSICA DE SP NO CAFÉ PEQUENO > MOSTRA PAULICÉIA CARIOCA

1185838_155713481293601_1649707475_n

Paulicéia Carioca é uma mostra musical que reúne novas produções de artistas dos mais diversos eixos do país e radicados em São Paulo e no Rio de Janeiro. Nessa primeira edição a Paulicéia vai ao Rio! Mas tem volta…

Com produção de Daniel Lima e primeira edição apresentada pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e Secretaria Municipal de Cultura e contando com o apoio da CÂMBIO – Ocupação Artística – Residência Artística do Teatro Municipal Café Pequeno – a MOSTRA MUSICAL PAULICÉIA CARIOCA no Teatro Café Pequeno no Rio de Janeiro/RJ. estréia no dia 28 de Agosto e segue até 19 de Setembro às quartas e quintas-feiras sempre às 20h00 noTeatro Café Pequeno no Rio de Janeiro, Rio de Janeiro!

28 e 29 de Agosto – CAFÉ DA TARDE – DEMETRIUS LULO E PAULA MIRHAN

4 e 5 de Setembro – DOIS TEMPOS DE UM LUGAR – PAULO MONARCO E DANDARA”
11 e 12 de Setembro – BARBOSA TRIO
18 de Setembro – MEMÓRIAS DE UM CARAMUJO
19 de Setembro – FILARMÔNICA DE PASÁRGADA

TEATRO MUNICIPAL CAFÉ PEQUENO
Avenida Ataulfo de Paiva, 269 – Leblon – Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2294 4480

Bilheteria de Quarta à Domingo das 16h00 até o início do espetáculo.
Capacidade: 80 pessoas
Ingressos: R$ 30,00
(Meia-entrada – R$ 15,00)
(Lista amiga – R$ 20,00 – confirmação no evento até às 12h00 do dia do show )
* O desconto da lista amiga é válido apenas para ingressos comprados nos dias dos shows na bilheteria do teatro.
*A casa possui um café que serve bebidas e porções e abre sempre 01 hora antes do espetáculo.

Imagem

28 e 29 de Agosto

CAFÉ DA TARDE – DEMETRIUS LULO E PAULA MIRHAN

Café da Tarde oficial
www.cafedatardemusic.com
* Dia 28/08 com participação especial de Matheus von Krüger e Karla da Silva
* Dia 29/08 com participação especial de Vinicius Castro e Luiza Sales

Não é à toa que a maior parte do que se produziu em música popular brasileira no último século teve como base instrumental voz e violão. É um formato reduzido sem ser limitante, singelo porém de uma impactante força rítmico-melódica. Esse é o conceito que define também Café da Tarde, projeto musical que une a cantora e atriz Paula Mirhan ao intérprete, violonista e compositor Demetrius Lulo.

Após um trabalho intenso de pesquisa de repertório e ensaios para o show, a dupla produziu e gravou o CD Café da Tarde. Todas as canções são assinadas por compositores da atual cena musical paulistana, como Tó Brandileone, Danilo Moraes, Giana Viscardi, Fábio Barros, Wagner Barbosa, Dante Ozzetti, Celso Viáfora, Caê Rolfsen, Rafa Barreto, além do prórpio Demetrius Lulo que também assina a direção musical e todos os arranjos do disco.

Com direção e roteiro do multiartista Vinicius Calderoni e com iluminação e cenografia do premiado iluminador de teatro Wagner Antônio, o show Café da Tarde mescla elementos teatrais e pitadas de humor à apresentação musical. O roteiro confere unidade cênica ao espetáculo e dá, a cada canção, um importante papel dramatúrgico que conduz o público por suas temáticas e cria interesse pelo ineditismo do repertório. Com o uso de pedais de repetição, imitações vocais de outros instrumentos musicais, e muita criatividade, os arranjos de Demetrius Lulo são executados pela dupla de maneira precisa, e também estabelecem um diálogo direto com os assuntos das canções, complementando a sonoridade da enxuta formação, vozes e violão, e convidando ainda mais o público a acompanhar cada “história cantada”.

Imagem4 e 5 de Setembro
DOIS TEMPOS DE UM LUGAR – PAULO MONARCO E DANDARA
Dois Tempos de Um Lugar – Paulo Monarco e Dandara
www.facebook.com/doistemposdeumlugar
* Dia 04/09 com participação especial de João Cavalcanti
* Dia 05/09 com participação especial de Suely Mesquita

“Dois Tempos de um Lugar” de Paulo Monarco e Dandara apresenta um espetáculo no qual os personagens que se entrelaçam através das canções dão vida a história de dois jovens artistas e suas inquietudes.

A inquietude e a necessidade de reinventar, que hora ou outra leva pessoas a se reconhecerem no caminho, é que conduzem esse encontro de Paulo Monarco e Dandara.

A história é longa apesar da pouca idade, e traz consigo algo fundamental: a força dos grandes artistas, sempre apontando pra reinvenção, provocando, arriscando.

No repertório canções de Paulo Monarco e seus parceiros, e de outros compositores como Mauricio Pereira, Túlio Borges, Bernardo Bravo, Du Gomide e Celso Viáfora.

Com Direção de Vinicius Calderoni e Cenografia e Figurino de Caroline Ricca Lee

Imagem11 e 12 de Setembro
BARBOSA TRIO – ALEGRIA | SZCZESCIE
Barbosa Trio
www.facebook.com/BarbosaTrio
* Dia 11/09 com participação especial de Pedro Mann
* Dia 12/09 com participação especial de Antonia Adnet

Alegria | Szczęście, disco de estreia do Barbosa Trio, nasce do feliz encontro e da união do universo cancionista, do violão e da voz do paranaense Wagner Barbosa, do suingue afiadíssimo da percussão do cearense Rafael Mota Rodrigues e do piano virtuoso e da voz do polonês Kuba Palys.

Contou ainda com as participações especiais de Toninho Ferraguti no acordeão (Mônica Salmaso, Maria Schneider, entre outros), Jorge Helder no contra-baixo acústico (Bethânia, Chico Buarque, Caetano Veloso, entre outros), Marcus Teixeira no violão e guitarra (Ron Carter, Gal Costa, Rosa Passos, Maria Rita, entre outros), Jurandir Santanna na guitarra (Hermeto Pascoal, Giana Viscardi, entre outros), Ritmodelia, grupo polonês de percussão.

Alegria também é a música que dá nome ao disco, um xote/baião com harmonia moderna e bela melodia, conta com a participação especialíssima de Toninho Ferraguti no acordeon. A canção traz ares de interior, a letra fala da passagem do tempo a partir dos olhos de uma mulher que, quase como um mantra, insiste em dizer “abre a janela pra alegria entrar”.

Szczęście é uma palavra polonesa que significa felicidade e que soa, quando falada corretamente, como um chocalho ou um caxixi. Esse efeito caiu como uma luva no arranjo, foi gravado por Joanna Chmielecka e fez o laço entre as línguas e as culturas dos dois países.

O repertório traz músicas de Wagner Barbosa, uma parceria com Demetrius Lulo e outra com Dani Gurgel representando a leva dos novos compositores da canção brasileira e releituras modernas de Água de Beber (Tom Jobim e Vinícius de Moraes), Vento Bravo (Edu Lobo e Paulo César Pinheiro) e Black Bird (John Lennon e Paul McCartney).

Imagem18 de Setembro
MEMÓRIAS DE UM CARAMUJO
Memórias De Um Caramujo
www.memoriasdeumcaramujo.com.br

O grupo Memórias de Um Caramujo é formado por André Vac, Beatriz Mentone, Gabriel Basile, Gabriel Milliet e Thomas Huszar, que desenvolvem desde 2007 um trabalho de composição, arranjo e interpretação de canções próprias. A sonoridade original do sexteto paulistano surge da fusão de influências de diversos movimentos da música brasileira e do mundo, em um repertório que transita pelo universo lírico e sensível, e também pelas narrativas bem humoradas e sarcásticas, com atenção às letras bem construídas. Neste show, os caramujos apresentam as canções do primeiro disco, Memórias de um Caramujo – Ao Vivo, e mais algumas novidades que estarão em seu segundo disco.

Imagem19 de Setembro
FILARMÔNICA DE PASÁRGADA – O HÁBITO DA FORÇA
Filarmônica de Pasárgada
www.filarmonicadepasargada.com.br

Gravado e produzido pelo selo Coaxo do Sapo de Guilherme Arantes, O Hábito da Força é o primeiro disco da banda paulistana Filarmônica de Pasárgada. O álbum conta com produção musical de Alê Siqueira, responsável por trabalhos de importantes artistas, tais como: Maria Bethânia, Elza Soares, Mayra Andrade, Tribalistas e Tom Zé. O projeto gráfico é assinado pelo renomado artista plástico Guto Lacaz. O disco conta com participações especiais de Luiz Tatit, Ná Ozzetti, Cerqueira, Kassin e Lurdez da Luz.

A Filarmônica de Pasárgada foi formada em 2008 por alunos do curso de música da ECA-USP. O grupo foi vencedor da 17ª edição do Programa Nascente da USP, do I Festival da Canção da UNICAMP e do 41º Festival Nacional da Canção (FENAC) com a canção “O seu tipo”. Também foi premiado em diversos festivais da canção como FAMPOP, Botucanto, Festival de MPB do Conservatório de Tatuí e Festival de Música da Ilha Grande-RJ.

O Hábito da Força foi gravado em 2012 com apoio do Programa de Ação Cultural – ProAC (edital da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo) e lançado oficialmente no início de 2013. Em novembro de 2012 a banda lançou o seu primeiro vídeoclipe (música “O Seu Tipo”), com roteiro e direção de Thiago Ricarte. (http://youtu.be/Fy6tIMRyuhg)

Integram o conjunto os músicos: Fernando Henna (piano e acordeão), Marcelo Segreto (violão e voz), Miguel Antar (contrabaixo), Paula Mirhan (voz), Ivan Ferreira (fagote) Renata Garcia (clarinete), Rubens de Oliveira (bateria e percussão) e Sérgio Abdalla (técnico de som e performer de live electronics).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: