De 22 a 25 de agosto o FESTILIP traz dois espetáculos internacionais para o Café Pequeno

Veja a programação do FESTILIP no Café Pequeno

BRAngola_Amesa_03   BRAngola_Amesa_04

Espetáculo: Amêsa

Origem: Brasil/Angola

Dia 22/08, quinta – às 20h

Ingresso: R$ 10,00

Heloisa Jorge é atriz e participou do longa-metragem Capitães de Areia, dirigido por Cecília Amado e estreou na TV na minisérie Grabiela Cravo e Canela. Heloisa é a interprete do espetáculo “Amesa” e com ele participou do Festival Internacional de Curitiba, Festival do Teatro Brasileiro- Cena Baiana no Ceará e foi premiada no Festival Nacional de Teatro de Ipitanga, na categoria de melhor Atriz.

O ESPETÁCULO

O texto conta simbolicamente o decorrer de um século de guerras em Angola. O espetáculo se concentra nas cicatrizes deixadas pela recente guerra civil do país (1975-2002), a partir das memórias da personagem “Amêsa”, que revive e narra sua própria história no requinte e sutileza da poesia de José Mena Abrantes.

FICHA TÉCNICA

Direção: Suelma Costa

Texto: José Mena Abrantes

Elenco: Heloisa Jorge

Luz: Everton Machado

Cenário: Suelma Costa e Ana Maria Soares Som: Suelma Costa

Atabaque: Victor Kizza

Figurino: Suelma Costa e Heloisa Jorge Duração: 50 min.

Cabo Verde_Esquiz_04

Cabo Verde_Esquiz_01

Espetáculo: “Esquizofrenia”

Grupo: Craq’ Otchod

Origem: Mindelo/Cabo Verde

Dias 23 e 24/08, às 20h e 25/08, às 19h – Teatro Café Pequeno

Ingresso: R$ 10,00

O grupo teatral Craq’ Otchod nasceu em 2008 no projeto “GrinheCim La Casa delle Arti e dei Mestieri” promovido por uma rede de associações italianas. O grupo está ligado à comunidade de Ribeira de Craquinha e o Craq’Otchod e tem como objetivo não só a realização de espetáculos, mas um contínuo intercâmbio entre seus participantes. O trabalho está no desenvolvimento de experiências cênicas e a participação ativa que sai da cena para transformar a vida de cada um.

O ESPETÁCULO

O espetáculo apresenta os estigmas sociais que existem em volta do transtorno da esquizofrenia. A peça busca o humor para apontar as diferenças entre o antigo lema “isolar para tratar” e contemporâneo “cuidar sim, excluir não”.

FICHA TÉCNICA

Direção e texto: Edilson Fortes

Elenco: Renato Lopes

Luz: Noel Almeido

Cenário: Fernando Morais, Aníbal Delgado, Paulo dos Reis Música: António Variações

Som: Tó Almeida

Figurino: Gielinda Rodriguês

Duração: 50 min.

Anúncios

Um Comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: